expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Máscara de Cílios Bottom Lash - Clinique

Meus cílios inferiores são bem pequenos, logo por conta disso costumo ter problemas para passar máscara de cílios neles, fora o fato do tamanho das escovas serem sempre bem grandes e com isso acabo me borrando bastante ao usar uma máscara de tamanho tradicional. Não tem jeito, por mais cautela que eu tenha sempre me borro, e foi por conta disso que descobri  a Máscara de Cílios Bottom Lash da Clinique.
Tenho o rosto bem oleoso, inclusive nas áreas dos olhos, então acabo preferindo usar máscaras a prova d'água para não correr o risco de ficar toda "cagada" borrada.

Um dia, vendo um dos vídeos das meninas do Coisas de Diva (minuto 4:06), descobri essa máscara que é própria para essa parte dos olhos.
A princípio achei um tanto que fútil, mas devido a minha dificuldade em passar a máscara nessa região me despertou uma certa curiosidade e me arrisquei comprar (Sephora - R$55,00).
Ela é bem miniatura chegando parecer uma amostra grátis! rs... E se comparado as de tamanhos normais, podemos dizer que seu valor é um tanto que "salgado", mas levando em consideração que ela foi desenvolvida especialmente para os cílios inferiores (logo, acredito que durará bastante), espero que compense.
Escova da Colossal (Maybelline) X Escova da Bottom Lash (Clinique)
Confesso que no início achei a escovinha muuuuito miniatura e sem grandes emoções no resultado final, mas pode ser pela falta de costume mesmo.

Uma coisa muito importante também, é que ela é resistente a água, então não escorre. Para tirar não tem muita dificuldade, e quando sai não deixa tudo borrado.
Na hora que tira parece que sai em forma de películas, dando uma impressão de ser plastificada (adorava um delineador da Avon que era assim, e sinceramente fiquei muito triste quando ele saiu de linha).
Na foto acima temos o antes e o depois, não sei se conseguem perceber que meus cílios inferiores são poucos e espaçados. A máscara foi aplicada somente uma vez mas já deu para notar uma diferença considerável não é mesmo?

Gostei, mas ainda estou me acostumando com a aplicação.
E se compraria de novo? Ainda não sei responder! rs...
Alguém conhecia ou já usou?
Bjs!

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Bate Papo: Será que sou racista?

Perambulando pela internet vi uma postagem que me chamou atenção, dizia o seguinte:
“Não assumir suas raízes é uma forma de racismo”.
(comentário de uma menina fazendo alusão a seus cabelos cacheados)
Mas antes de comentar vamos ao significado de racismo segundo o dicionário Aurélio: 
"Sistema que afirma a superioridade de um grupo racial sobre os outros, preconizando, particularmente, a separação destes dentro de um país (segregação racial), ou mesmo visando o extermínio de uma minoria (racismo antissemita dos nazistas)."

Sempre sofri com meus cabelos super cacheados, bem volumosos e difíceis de deixa-los de um jeito que fizesse me sentir bonita, sem contar que passei toda minha infância tendo que acordar uma hora mais cedo que os demais coleguinhas para dar tempo da minha mãe me pentear e conseguir fazer o famoso rabo de cavalo. Oh Deus como eu sofria! Quando minha mãe finalmente conseguia chegar ao topo da minha cabeça, ao descer o pente, o cabelo já estava todo embaraçado novamente. Senhor, como invejava aquelas meninas dos cabelos lisos que estavam sempre prontas pra brilhar e que de quebra se davam muito bem com o vento da minha cidade. 

Logo quando tive oportunidade mudei meu visual, o primeiro ato foi o relaxamento dos cachos, só que na medida que o cabelo crescia, chegava uma hora em que aquela raiz do relaxamento chegava as pontas e conclusão: pontas espigadas e raiz toda enrolada. Passei anos tentando achar uma cabeleireira que soubesse de fato fazer um relaxamento descente, até decidir pelo alisamento. Confesso que nunca me arrependi ou me julguei, até... me deparar com a frase da internet citada acima.

Na mesma hora eu pensei com uma certa culpa: Sou racista então?
Entrando no perfil da dona da postagem, me deparei com um cabelo crespo volumoso cor de mel, lindo de morrer! Uma menina cheia de estilo, com atitude e parecendo ter muita personalidade, foi então que comecei a me imaginar com aquelas roupas, aquele cabelo, aquelas poses... nossa, tudo muito lindo! Ops, mas espera aí! Não, aquela não poderia ser eu! Apesar de tudo tão bonito aquele não era o meu estilo, e sim o estilo daquela menina, e nem me sentiria bem com o cabelo black power, volumoso e cheio de cachinhos. E agora me pergunto: Mudar algo em mim, que não me fazia sentir bem, é motivo de vergonha? Isso faz de mim uma pessoa racista? Ah não, definitivamente não! Vergonhoso sim seria ver alguém tentando se adequar a algo que não a faça se sentir bem ou bonita.
Racismo pra mim é classificar alguém como superior ou inferior pela cor de pele,pela forma do cabelo e não porque alguém quer mudar o visual, se fosse assim, tornar o cabelo negro em loiro, usar lentes cor de mel por não curtir a cor dos olhos castanhos escuros, fazer bronzeamento artificial pra mudar a cor da pele branca... também seria atos de racismo., não é mesmo? 
Será que sou racista só porque não gosto "EM MIM" e por isso não assumo meu cabelo cacheado e com volume?! Acredito que não! 
A pessoa se torna especial, estilosa e com atitude no momento que tem coragem suficiente pra fazer o que quiser com seu visual sem se importar com que os outros pensem, e sim com o que ela acha bom pra si mesmo, e isso independe de você assumir ou não suas "raízes". 
Nossa real "raíz" deveria ser o respeito pelo próximo independente do seu visual, da sua crença, da sua sexualidade, da "SUA" escolha (desde que não prejudique ao outro).

Não me sinto melhor nem pior por alisar meus cabelos, me sinto sim um ser humano na condição de poder escolher o que me faz sentir bem, o que me faz sentir feliz.
Texto: Suelen Miranda / Tati ViNog

domingo, 24 de janeiro de 2016

Bate Papo: 2016 será diferente! Eu Creio!

Olá gente linda!
Eu sei... eu sei que já se passaram dias e dias e eu sumi... não cumpri com meu compromisso de três posts por semana... falhei! :(
Mas não pensem que desisti do blog porque isso não aconteceu ok?! O problema é que passei por dias "cadinho" complicados e ao mesmo tempo surgiu um possível projeto (me deixando um pouco ansiosa), só sei que com isso bateu a triste ansiedade e acabei não conseguindo botar a cabeça pra funcionar direito.
É meu povo, sofrer de Transtorno de Ansiedade tem desses problemas, dias estamos ótimas e dias estamos parecendo estar a beira do abismo, e não é exagero não viu, trabalhar o auto controle é cansativo e bem exaustivo também. 
Já estamos quase terminando o mês de janeiro mas quero deixar claro que estou muito confiante nesse ano de 2016, estou com muita fé de que será um ano cheio de conquistas e superações. Tenho consulta com minha médica agora no final do mês e vamos ver como de fato estou... se será necessário mexer nas medicações pra mais (espero que não) ou pra menos (tomara que sim).
Bem minha aparição é pra dizer que minha programação a princípio não terá dias exatos, mas assim que postar aviso pelas redes sociais, pelo menos por enquanto. Estou aprendendo algumas coisas para melhorar o conteúdo do blog, e isso tem me tomado um certo tempo.
Não deixem de acreditar em mim ok! rs...
Meus projetos para esse ano ainda estão sendo estudados, mas assim que as coisas começarem a se ajustar vou falando pra vocês, combinado?
Um beijo e que esse ano seja de muita saúde, conquistas e realizações para todos nós!